Melatonina considerada “imprópria” pelo NHS do Reino Unido para o tratamento do jet lag

melatonina não deve ser prescrita no serviço nacional de saúde do Reino Unido (NHS, sigla do inglês National Health Service) para o tratamento do jet lag, de acordo com uma análise das evidências disponíveis.

Esta indicação da melatonina deve ser acrescentada à lista de medicamentos que não podem ser prescritos de acordo com o General Medical Services Contract, concluiu a revisão de especialistas do Drug and Therapeutics Bulletin (DTB).

Poucas evidências disponíveis

Vários ensaios clínicos avaliaram o efeito da melatonina nos sintomas das alterações do ritmo circadiano (24 horas consecutivas), que ocorrem após mudanças do fuso horário em longas viagens de avião, caracterizada por problemas físicos e psíquicos — especialmente do ciclo do sono — e chamadas de jet lag em inglês. No entanto, muitos desses ensaios clínicos foram pequenos, a maioria foi publicada entre 1986 e 2005, e os detalhes sobre a origem ou a apresentação farmacêutica da melatonina nem sempre estavam disponíveis.

Uma revisão Cochrane , publicada em 2002, inicialmente examinou 10 estudos comparando a melatonina ao placebo para o tratamento do jet lag.

No entanto, o Dr. James Cave, editor-chefe do DTB e coautor da revisão, explicou em um podcast : “Na verdade, eles só conseguiram usar quatro estudos que nos fornecessem alguma combinação dos dados, com 142 participantes no total. Assim, dá para ver que o peso das evidências não é grande.”

Uma metanálise de 2015 combinou os dados desses mesmos quatro estudos sobre a gravidade do jet lag nos voos do leste para o oeste. Em uma escala de gravidade de 0 a 100, a pontuação descrita com o uso de melatonina foi 27, em comparação a 45 com o placebo; uma diferença média de 17,7 pontos.

Uma revisão sobre a melatonina feita pelo DTB em 1998 levantou questões sobre a ausência de aprovação do produto assegurando a sua qualidade e segurança. No entanto, desde então isso foi resolvido com uma apresentação aprovada da melatonina para o tratamento em curto prazo do jet lag em adultos.

“Discreto” efeito no jet lag

A última revisão de especialistas concluiu que “a melatonina parece ter um discreto efeito nos sintomas do jet lag em comparação com o placebo”.

A revisão também observou efeitos colaterais relacionados com o uso da melatonina, como cefaleia, náuseas, sonolência e sedação.

Além disso, a melatonina pode aumentar a frequência de crises nas pessoas com epilepsia, e não é recomendada para pessoas com doenças autoimunes, comprometimento renal grave ou comprometimento hepático moderado a grave.

Embora o problema tenha sido sanado, ainda havia “muitas perguntas não respondidas” sobre o uso da melatonina para o jet lag, disse David Phizackerley vice-editor do DTB e coautor da revisão, no podcast.

Medicamento controlado ou disponível sem prescrição?

A melatonina só é um medicamento controlado no Reino Unido, contrariamente a outros países, como os Estados Unidos.

Nos EUA, onde a melatonina é disponível sem prescrição médica, seu uso tem aumentado. Um estudo de 2017 publicado no periódico Journal of Clinical Sleep Medicine relatou que “a demanda sem prescrição tinha mais que dobrado nos EUA entre 2007 e 2012. Em 2012, umnúmero estimado de 3,1 milhões de norte-americanos estavam tomando melatonina.

O Dr. James disse que não entendeu o motivo para o NHS mudar a sua posição desde a última revisão. “Também me preocupa que talvez haja um lobby para a obtenção da aprovação, e que a melatonina seja usada por pessoas com transtornos do sono em geral, e esta não é uma boa maneira de lidar com esses problemas”, disse Dr. James no podcast.

 

FONTE: MEDSCAPE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Novídades

Biopsico, todos os direitos reservados - 2017